como-manter-o-equilibrio-hormonal-pela-alimentacao

Como manter o equilíbrio hormonal através da alimentação?

Quando pensamos sobre o que comer para nutrir nosso corpo, manter o equilíbrio hormonal pode nem sempre estar no topo da mente. Porém, os hormônios desempenham um papel muito importante em nossos corpos. 

Afinal, são eles os mensageiros químicos que fazem parte do sistema endócrino e ajudam no crescimento e desenvolvimento, metabolismo e digestão, fertilidade, estresse e humor e muito mais.

Com tamanha importância, manter o equilíbrio hormonal é uma questão de prioridade, e que pode se feita até mesmo por meio da alimentação

No artigo abaixo, listo alguns alimentos que podem ajudar nesse processo. Boa leitura!

Como os hormônios trabalham

Quando os hormônios se desequilibram — muito ou pouco são produzidos ou algo interfere nas vias de sinalização — isso pode levar a problemas como diabetes, perda ou ganho de peso, infertilidade, entre outros problemas.

Existem mais de 200 hormônios no corpo. Entre eles estão o estrogênio, testosterona, cortisol, insulina, leptina, grelina e hormônios tireoidianos são os mais comumente conhecidos. Estes estão intimamente ligados ao metabolismo, fertilidade e humor.

Mas, antes de incluir alimentos balanceadores de hormônios em sua dieta, você precisa saber quais são muito altos ou muito baixos. Para isso, trabalhe com um médico, que pode ajudá-lo a avaliar seus sintomas e determinar quais hormônios precisam de um ajuste fino.

Leia também::: Quais alimentos podem amenizar a flacidez?

Alimentos para o equilíbrio hormonal

A seguir, listo alguns alimentos recomendados para o equilíbrio hormonal:

1. Amêndoas

As amêndoas ajudam na regulação dos níveis de açúcar no sangue. A longo prazo, pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo II. 

Eles também ajudam na redução do colesterol ruim no corpo. No entanto, você precisa comer amêndoas com moderação, porque elas são ricas em calorias.

2. Abacate

O abacate é considerado uma das frutas mais saudáveis ​​do mundo. É rico em fibras e gorduras saudáveis. O abacate diminui a absorção de estrogênio e aumenta os níveis de testosterona. 

Também melhora a saúde do coração. Para isso, os abacates são ricos em calorias e devem ser consumidos com moderação. Comer um quarto de um abacate diariamente pode ser benéfico para sua saúde.

3. Brócolis

O brócolis tem um impacto significativo em nosso equilíbrio hormonal. Isso se deve ao seu efeito sobre como o corpo decompõe o estrogênio. 

Outro elemento importante do brócolis é o sulforafano. O sulforafano está sendo amplamente estudado por sua eficácia no tratamento do câncer e outras doenças. 

Dessa forma, também ajuda com doenças do fígado gorduroso e aumenta as vias de desintoxicação do fígado, que são críticas para metabolizar o estrogênio. 

O brócolis também fornece potássio, cálcio e magnésio. Estes são alguns minerais importantes que melhoram a funcionalidade muscular e fortalecem os ossos.

4. Maçãs

As maçãs  são uma fonte rica em quercetina, um  antioxidante  que reduz a inflamação no corpo. Esta fruta ajuda no combate à hipertensão, reduz o risco de câncer e mantém as infecções virais sob controle. 

É a fruta perfeita para emagrecer, pois proporciona uma nutrição densa, ao mesmo tempo que é pobre em calorias e rica em fibras.

5. Linhaça

Adicionar a semente de linhaça à sua dieta diária pode fazer maravilhas pela sua saúde. É muito rico em antioxidantes, fibras e gorduras saudáveis. A semente de linhaça é um alimento básico de longa data porque contém uma grande quantidade de nutrientes e ácidos graxos essenciais. 

Inclusive, a semente de linhaça moída é multifuncional e tem um gosto ótimo. Estas são duas vantagens surpreendentes que tornam este alimento fácil de incorporar à sua dieta!

6. Chá Verde

A maioria das pessoas está ciente do fato de que o chá verde oferece inúmeros benefícios à saúde. Junto com isso, também aumenta o metabolismo do corpo. 

Ademais, o chá verde acomoda a teanina, um composto que reduz a liberação de cortisol, um hormônio do estresse. Ele também tem antioxidantes que reduzem a inflamação e diminuem o risco de doenças.

7. Mirtilos

Os mirtilos não são apenas doces no sabor, mas também têm uma elevada atividade antioxidante! Coma três ou quatro xícaras de mirtilos por semana para melhorar sua saúde. 

Similarmente, o mirtilo traz vários benefícios à saúde, como melhorar a saúde do coração, prevenir infecções do trato urinário e melhorar a visão.

8. Ovos

Por exemplo, os ovos contêm uma dose saudável de colina, vitamina que nos ajuda a  produzir o neurotransmissor acetilcolina, essencial para o funcionamento do sistema nervoso, saúde cerebral, memória e desenvolvimento. 

Em segundo lugar, os ovos são altamente ricos em ácidos graxos ômega 3, as gorduras anti-inflamatórias que auxiliam o cérebro. Quando a mente e o sistema nervoso estão saudáveis, a pessoa consegue lidar melhor com o estresse. 

Leia também::: Procedimentos não-invasivos para o tratamento da papada

Cuide da sua saúde

Os hormônios afetam o crescimento e o desenvolvimento, o metabolismo, a digestão, a fertilidade, o estresse, o humor, a energia, o apetite, o peso e muito mais. 

Sobretudo, comer uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos inteiros, gorduras saudáveis ​​e proteínas mantém os hormônios equilibrados. 

Ao mesmo tempo, não comer calorias totais suficientes, gorduras saudáveis ​​ou fibras pode interromper os hormônios e pode levar a doenças como obesidade, diabetes, infertilidade e câncer. 

Além disso, falta de sono, estresse, álcool e alimentos processados ​​também podem liberar hormônios direta ou indiretamente, influenciando o microbioma intestinal, que mantém os hormônios equilibrados.

Portanto, acrescente os alimentos que listei acima, como forma de manter seu equilíbrio hormonal. E para mais dicas, confira também o vídeo que preparei para meu canal no Youtube e no qual falo como nutrir-se adequadamente na quarentena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.