como-e-a-alimentacao-apos-a-cirurgia-plastica

Como é a alimentação após a cirurgia plástica?

Uma dúvida bastante comum por quem passa por um procedimento estético é relacionada à recuperação. E nesse sentido, muitos questionam como é a alimentação após a cirurgia plástica.

Ela é um aspecto bastante importante no processo de recuperação, mas que varia conforme o tipo de procedimento. Enquanto alguns não possuem restrições tão severas, outros requerem um cuidado redobrado com a alimentação.

Porém, antes de falar em alimentação após a cirurgia plástica, é importante frisar sua importância pré-cirurgia. Uma recomendação muito importante que dou aos meus pacientes é o fortalecimento do nosso corpo. E isso passa diretamente pela alimentação.

A preparação para toda cirurgia requer que nosso organismo esteja preparado, fortalecido, para que ele possa promover a cicatrização de forma mais rápida e segura. Por isso, alguns alimentos devem fazer parte do  cardápio, enquanto outros devem ser riscados.

Aliás, sobre o tema, tenho um vídeo que gravei para o meu canal do Youtube e que você pode conferir lá no final do artigo.

Mas e a alimentação após a cirurgia plástica?

Bom, como mencionei, a alimentação após a cirurgia plástica varia de acordo com o procedimento. Mas a primeira refeição deve ser leve e, de preferência, líquida ou pastosa. Afinal de contas, o organismo ainda está sensível devido à anestesia e ao jejum pré-operatório.

Além disso, é preciso ter em mente que uma nutrição adequada ajuda o corpo a se curar e se recuperar. 

Por isso, sua dieta deve conter:

  • Proteína magra
  • Alimentos ricos em fibras 
  • Especiarias antiinflamatórias (como o açafrão)
  • Probióticos como iogurte e alimentos fermentados
  • Prebióticos como alho e cebola

Além disso, coma muita fibra para manter o sistema digestivo – que pode ficar lento após a anestesia – em movimento. A proteína continua a ser importante, assim como os alimentos hidratantes e ricos em água. 

Também coma alimentos com baixo teor de sódio para reduzir o inchaço e beba muita água para hidratação e para ajudar a digestão e o inchaço.

Leia também::: Como planejar a cirurgia plástica?

Nenhuma dieta é única

A única dieta que funciona para um paciente é aquela que ele pode seguir. Dietas radicais que focam na perda de peso por meio de uma deficiência calórica ou resultados imediatos podem ser estressantes para o corpo, razão pela qual não as recomendo. 

Além disso, é sempre importante ter um acompanhamento nutricional. Isso garantirá que seu plano nutricional seja desenhado exclusivamente para suas necessidades, pré e pós-cirúrgica, garantindo uma recuperação mais rápida e menos traumática.

Os planos e a preparação das refeições podem ser maneiras infalíveis de garantir que o acesso aos nutrientes vitais seja facilmente mantido durante o processo pré e pós-operatório. 

Cuide de você!

A comida desempenha um papel importante no processo de cura e recuperação. Mas bons resultados exigem um compromisso com a saúde que começa muito antes da primeira consulta. 

Um plano de dieta pré e pós-operatório pode otimizar as habilidades de cura do corpo e ajudar o paciente a se recuperar confortavelmente. Aliás, se os pacientes não tiverem um estilo de vida saudável com hábitos alimentares de qualidade, eles não serão capazes de manter os resultados.

Ou seja, mais que apenas uma alimentação balanceada pós-operatório, é necessário que ela se mantenha e seja somada a atividades físicas regulares. Isso evitará por exemplo que você volte a acumular aquela gordura removida no procedimento estético.

Espero que tenha gostado do artigo sobre alimentação após a cirurgia plástica. E como combinado, abaixo está o vídeo com dicas sobre a alimentação pré-operatório. É só dar o play!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.